Porcelanato ou cerâmica: qual o melhor material para o piso?

porcelanato
Decoração, Reforma, Revestimentos 11 de março de 2019

Porcelanato ou cerâmica: qual o melhor material para o piso?

Na hora de trocar o piso de casa em uma reforma ou até mesmo escolher o primeiro piso, muitas dúvidas aparecem. Afinal, o mercado oferece uma variedade considerável de tipos, formatos e acabamentos. No meio destes questionamentos, provavelmente o principal diz respeito ao material: porcelanato ou cerâmica?

Seja pela falta de informação disponível ou pelo fato de terem aparência semelhante, não é incomum que as pessoas confundam um com o outro. No entanto, as diferenças começam a aparecer logo na composição. Enquanto o porcelanato é formado por 30% de argila e 70% de pedras, a cerâmica é feita com 30% de pedra e 70% de argila.

A princípio, como os materiais são os mesmos – mudando apenas as proporções – tal dado pode passar despercebido. Porém, apenas isso pode mudar tudo. Outra diferença de fabricação entre as duas categorias de revestimento para piso é a quantidade de tipos de argila usada. Cerâmicas costumam utilizar 2 a 4 tipos, porcelanatos de 7 a 10.

A distinção entre os dois – discreta e significativa ao mesmo tempo – faz com que cada um seja recomendado em casos e cômodos variados. Por isso, é de suma importância ter a visão de um profissional que ajude a fazer uma escolha baseada em critérios que não se limitem a custo e estética, como funcionalidade e durabilidade.

Para facilitar o desafio de escolher o melhor material para seu piso, nós trouxemos um comparativo entre o porcelanato e a cerâmica. Além de apresentar as características mais marcantes de cada um e compará-los, nós também iremos te mostrar o que você deve levar em conta quando chegar a hora de optar pelo seu. Acompanhe abaixo!

O que levar em conta antes da escolha

Como já citamos anteriormente, o preço e a beleza de determinada peça nunca devem ser os únicos fatores decisivos de escolha. Mesmo que eles também tenham sua importância, ela está longe de ser a mesma de outros aspectos.

O grande conselho aqui é primeiro avaliar o ambiente de instalação. Assim, você saberá quais são os atributos que o seu revestimento para piso precisa ter. Leve em consideração se o local é uma área interna ou externa, seca ou molhada e quais são os usos do espaço em questão.

As áreas consideradas molhadas (área de serviço, cozinha e banheiro) pedem pisos mais resistentes à umidade e outros fatores naturais. Já as áreas secas (quartos, corredores e salas de jantar e estar) se beneficiam de pisos mais fortes e rígidos, os quais favorecem a circulação de pessoas.

Principais características

Agora que você já sabe o que deve levar em conta previamente, confira quais são as particularidades que fazem um material ser mais recomendado que o outro em determinado caso:

Porcelanato

Existem duas qualidades que marcam o porcelanato: durabilidade e estabilidade térmica. A durabilidade ocorre por conta da sua fabricação. Por utilizar materiais nobres, apresenta maior resistência mecânica, especialmente no caso específico dos porcelanatos técnicos (sem aplicação de esmalte na superfície).

Já o fator térmico acontece porque a superfície de pisos de porcelanato não absorve muito calor. Isso faz com que a escolha seja encorajada em regiões quentes, pois o próprio piso cumpre papel de ajuda na manutenção de um ambiente fresco.

porcelanato

Cerâmica

A cerâmica, assim como o porcelanato, conta com suas vantagens exclusivas. Entre elas, os grandes destaques são o custo reduzido, a resistência e a maior variedade estética.

Ao mesmo tempo em que o porcelanato é um material mais recente no Brasil, a cerâmica já está consagrada há séculos. Na prática, isso quer dizer que a mão de obra é mais barata e o processo de fabricação é mais difundido e menos elaborado, fazendo o custo ser baixo.

Ainda que não seja tão expressiva quanto a do porcelanato, a cerâmica também possui sua resistência mecânica. Contudo, é em outros tipos de resistência que ela se sobressai. Aqui vale citar a firmeza do material à abrasão: seu desgaste natural é baixíssimo, chegando a quase nulo.

Mais uma vez pelo fato de estar em circulação há um bom tempo, a cerâmica possui mais opções estéticas. Diferentes texturas e estampas podem ser encontradas com facilidade, o que ajuda a criar uma aparência especial para cada cômodo da casa, se este for o desejo.

porcelanato

Porcelanato x Cerâmica – Um comparativo prático

Agora que já apresentamos as características de cada um, que tal um comparativo prático em algumas das categorias mais relevantes? Assim, ficará ainda mais fácil de alinhar os materiais com os seus objetivos. Veja:

Acabamento na instalação

Este quesito pode não fazer tanta diferença para você, mas faz bastante para quem irá instalar o piso. No entanto, como os processos são ligeiramente diferentes, o custo de aplicação também pode variar de um para outro. A principal diferença ao instalar é que o porcelanato pede espaçamento menor entre as peças, enquanto a cerâmica só pode ser assentada com junta tradicional.

Preço

Sim, nós falamos anteriormente que o preço não deve ser uma prioridade. Porém, isso não quer dizer que ele deve ser completamente desconsiderado. Os valores do porcelanato são bem variados, podendo ir de 20 a 300 reais por m². A mesma medida de cerâmica pode ser encontrada em um valor bem mais baixo: cerca de R$ 9,90.

Manutenção e limpeza

Da mesma maneira que a questão do valor é um ponto para a cerâmica, a manutenção e, principalmente, a limpeza são vantagens do porcelanato. Para limpar um piso de cerâmica, é necessário fazer uso de aspirador de pó e pano molhado, além de secagem rápida para evitar a aparição de manchas. Já no caso do porcelanato, basta passar um pano úmido com água e detergente e ele está limpo.

Resumindo

Compilando as principais informações que você leu neste material:

  • porcelanato é formado por 30% de argila e 70% de pedras;
  • cerâmica é feita com 30% de pedra e 70% de argila;
  • porcelanato possui durabilidade, estabilidade térmica e resistência mecânica, sendo recomendado para áreas secas (corredores, salas e quartos);
  • cerâmica possui custo reduzido, variedade estética e resistência abrasiva, sendo recomendada para áreas molhadas (banheiros, cozinhas e ambientes externos);
  • enquanto o porcelanato possui uma fabricação mais elaborada, a cerâmica é mais barata;
  • a limpeza de um piso de porcelanato é mais fácil que a de um piso de cerâmica.

Super Nano Prime

Além dessas opções, o Super Nano Prime se destaca como uma excelente pedra para revestimento de pisos. Saiba mais sobre o produto aqui.

Quer conhecer mais dicas úteis de decoração e revestimento para sua casa? Continue navegando em nosso blog. Temos diversos conteúdos que podem ser úteis para você!

Tags: , , ,

WhatsApp chat