Divulgando o seu negócio de arquitetura, decoração ou design – parte II

aperto de mão
Decoração, Negócios 13 de abril de 2018

Divulgando o seu negócio de arquitetura, decoração ou design – parte II

No post anterior, abordamos iniciativas no âmbito digital para você começar a divulgar o seu negócio de arquitetura, decoração ou design de interiores. Uma grande parcela da população brasileira e mundial, tem acesso à internet e redes sociais na palma da mão. Portanto, há uma grande chance do seu público também estar lá.

No entanto, muito se engana quem pensa que o futuro é única e exclusivamente digital. Ações físicas e digitais devem caminhar lado a lado e no blog post de hoje, vamos mostrar alguns exemplos que deixam isso bastante claro.

Falaremos a respeito do Marketing Experiencial, que tem como objetivo proporcionar experiências únicas de consumo e relacionamento com a sua marca, conquistando e fidelizando os seus clientes. Abordaremos também o Marketing Direto que, ao contrário do que muitos pensam, continua sendo bem eficiente se bem aplicado.

Então vamos lá?

MARKETING EXPERIENCIAL

Você já ouviu falar no Marketing Experiencial? Pois bem, ele é pautado na teoria de que entregar um serviço bem feito, já não é suficiente mais. Para que você fique na memória do consumidor, você deve pensar em todas as etapas do serviço, desde o momento de planejamento e orçamento, passando pela entrega e execução, até o pós-venda. É garantir que o seu cliente tenha uma experiência única e personalizada com o seu serviço.

Em uma palestra realizada em Belo Horizonte, sobre Marketing de Vendas, pelo especialista de Marketing, Manoel Carlos, foram citados alguns ótimos exemplos de como garantir que o seu cliente tenha uma experiência única e memorável. Todos aplicáveis ao seu negócio.

Repense a sua Proposta

Você já pensou na forma como encaminha uma proposta? Ou em como ela se diferencia da do seu concorrente? Provavelmente os serviços serão os mesmos e a forma de realiza-los também? Talvez. Pensando nisso, como fazer a sua proposta saltar aos olhos do cliente?

O palestrante respondeu a essa pergunta, como um exemplo próprio. Ao receber solicitações para realizar palestras, ele pede a sua secretária que anote o nome e o problema que será tratado. Em algum momento do dia, Manoel tira alguns minutos e grava um vídeo personalizado, com o nome do cliente, contando como ele pode ajudá-lo com a sua palestra. Esse vídeo é encaminhado junto à proposta.

E você, arquiteto, designer ou decorador? Consegue imaginar alguma forma de aplicar isso ao seu negócio? Pensar em algo simples, que não tome muito o seu tempo e que chame a atenção do seu cliente logo de cara. Deixe uma ótima primeira impressão.

O Exemplo da Tiffany’s

Outro exemplo citado foi o da loja Tiffany’s, uma das marcas mais conhecidas de joias no mundo. A Tiffany’s é conhecida por ser uma marca obcecada com detalhes e perfeição.

Em uma das visitas que o palestrante fez à loja, com um grupo de empresários, ao conversar com a gerente da loja, ele revelou um dos truques que garantem a excelência da marca: um checklist com 62 itens a serem verificados antes da abertura da loja! Isso mesmo, 62 itens!

Que tal criar um checklist para a entrega dos seus projetos, ou para receber o cliente em seu escritório? Procedimentos escritos e padronizados, garantem uma maior taxa de sucesso na entrega dos produtos e serviços, portanto, vale tirar um tempinho e pensar a respeito. Quais os itens são essenciais para a minha entrega? Quais chamariam a atenção do meu cliente?

computador

MARKETING DIRETO

O principal foco desse tipo de marketing, é a interação com pessoas que já demonstraram interesse no seu negócio, assim como atuar na fidelização de seus antigos clientes. E isso é feito através de ações físicas e digitais.

O Marketing Direto é ainda uma forte ferramenta e, se trabalhado de forma adequada, pode ser bastante útil para o seu negócio.

Mas como fazer isso?

O avanço dos meios digitais, aumentou as possibilidades de reunir informações sobre quem acessa o nosso site, quem interage com as nossas postagens e perfis de redes sociais e até quem são as pessoas que já entraram em contato conosco em algum momento do nosso negócio.

Essas informações vão muito além dos dados demográficos, e incluem, também, informações comportamentais. Um bom uso das ferramentas digitais, permite que conheçamos melhor os nossos potenciais clientes e, consequentemente, possibilita uma preparação maior ao abordá-los, utilizando-se do marketing direto.

Um exemplo clássico, do marketing direto, é o telemarketing. Lembram-se de quando os atendentes ligavam oferecendo produtos, sem sequer saber nada sobre nós ou nossas necessidades? Por mais que isso ainda seja uma realidade, quem faz uma boa pesquisa sobre o seu potencial cliente, consegue ser muito mais assertivo em suas ligações e estabelecer uma conexão mais forte com o consumidor, aumentando as taxas de sucesso.

E as informações estão aí. Facebook, Instagram, Linkedin e o próprio Google são excelentes ferramentas para obter dados sobre o seu público. Na estruturação da persona, como comentamos no post anterior, você deverá coletar esses dados para ter uma representação o mais fiel possível do seu cliente ideal.

Mas vamos à parte prática. Como você, arquiteto, decorador ou designer, pode atuar com o Marketing Direto? Que tal a sugestão abaixo?

1- Busque parcerias com empresas de materiais de construção e organize um pequeno evento para divulgar os seus projetos, sem deixar de mostrar como a aplicação dos produtos do seu parceiro pode compor o seu projeto. Não precisa ser nada grandioso ou muito sofisticado, mas é importante colocar alguns atrativos para tornar o evento interessante e atrair convidados. Por isso a parceria é importante, principalmente quando falamos de divisão de custos.

2- Foque o evento em como pequenas mudanças no ambiente, na arquitetura ou decoração, podem deixar a sua casa com outra cara. A atual conjuntura econômica do país, não tem permitido grandes gastos. As pessoas têm procurado pelo famoso bom e barato como nunca. Deixe claro como você pode ajuda-las nesse sentido.

3- Entre em contato com seus antigos clientes para atualização de cadastro e aproveite para estabelecer um diálogo e convidá-lo para o seu evento;

4- Envie um e-mail marketing para a sua lista de e-mails, deixando claro como aquele evento poderá ser interessante para ele;

5- Divulgue o evento nas redes sociais. Faça uso do Facebook e utilize uma verba, ainda que pequena, para divulgar o evento. Você pode ter um alcance muito grande, para um público bem segmentado.

6- Aproveite o evento para divulgar o seu portfólio e criar interação com os seus convidados. Procure entender a necessidade deles e estreitar a relação com as pessoas presentes.

7- Se possível, promova um sorteio de um projeto de reforma de determinada área de uma residência, ou escritório.

Essa é apenas uma sugestão para você atuar no Marketing Direto. O e-mail marketing é ainda uma poderosa ferramenta e deve ser usada com bom senso. O objetivo deve ser o de entregar conteúdo relevante para o seu público-alvo e estabelecer um relacionamento com ele.

Evite enviar e-mails com uma frequência muito elevada e exclusivamente divulgando os seus produtos e serviços. Assim como temos a regra 80-20 para as redes sociais, cabe aqui também a mesma linha de raciocínio. Ou seja, numa média, a cada 10 e-mails enviados, assegure-se que você divulgue seu produto ou serviço em apenas dois deles. Os demais devem conter informações relevantes e de interesse do seu público. Afinal, não queremos nossos e-mails na caixa de spam, não é mesmo?

Com isso, chegamos ao fim da nossa séria de como divulgar melhor o seu negócio, focando em profissionais da arquitetura, design e decoração. Como falamos no blog post anterior, quem é visto é lembrado, portanto, apareça, divulgue-se, busque parcerias e, acima de tudo, entenda quem é o seu público.

Tags: , , , , , , , , , ,

WhatsApp chat